me lambe[-lambe]

dia de lambe.
semana passada colei meus microcontos visuais no parque da vila – nas fraaanjas do beco do batman.
estão la, são parte da exposição de arte de rua poesia no concreto, curada pelo Baixo Ribeiro, fundador da Choque Cultural.
foi colorido e foi revelador.
cidade amarga, sim. e tem dias mais que outros.
mas cidade-expressão combina mais com meu imaginário.
não vai parar, não.

imagens_ joão puerro

ao país profundo

Episódio

Carlos Drummond de Andrade

 

Manhã cedo passa

à minha porta um boi.

De onde vem ele

se não há fazendas?

 

Vem cheirando o tempo

entre noite e rosa.

Para à minha porta

sua lenta máquina.

 

Alheio à polícia

anterior ao tráfego

ó boi, me conquistas

para outro, teu reino.

 

Seguro teus chifres:

eis-me transportado

sonho e compromisso

ao País Profundo.

 

imagem_ Ana Cerqueira