a_normalidade

ontem o brasil elegeu um presidente fascista.
a democracia deixou que 57 milhões de pessoas o elegessem.
a democracia permitiu que eu estivesse nos outros 89 milhões que não votaram nele.
a democracia permitiu que a destruíssem no dia 28 de outubro de 2018.
o normal no país nesses últimos tempos era ouvir ‘mas ele não vai fazer tudo aquilo que diz’, ‘é da boca pra fora’. o normal, vejam, seria escolher um representante que não cumprisse. um representante que mente. o normal foi substituído pela sua antítese.
anormais viraram os que não aceitaram o normal.
a norma era viver numa realidade inventada, numa que tinha vida em celulares e telas pretas. o debate foi abolido. defesa de argumentos e de fatos não aconteceu por que uma parte se negou a dialogar. diz que negou por carregar fezes numa bolsa externa – e, meus caros, eu queria que isso fosse uma piada ou até uma metáfora, mas não: uma bolsa de merda.
a outra bolsa, mostravam as pesquisas, subia com o jair subindo nas pesquisas.
o mercado pira. as mina pira. deu no new york times, só que nem assim houve jeito.
o jeito foi que acordamos com um fascista sentado na cadeira de presidente.
com supremo, com tudo.
com a grande mídia tradicional, com a cbf, com escola sem partido, com a perda de direitos, com privatizações, com o dólar, zap, tudo.
tudo, exceto nós.

democracia SIM

#democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim #democraciasim

eu digo NÃO

a princípio emudeço, empalideço, perco a fome, a orientação
mas reajo e digo não
não à história
não à ditadura
não à mentira
não à manipulação.
eu digo basta aos desvios,
aos conluios,
aos esquemas, trapaças, mecanismos.
eu digo chega de miopia,
de dissimulação,
de exceções.
grito não a juiz parcial
imprensa parcial
mente parcial
gente parcialmente enfurecida;
chega de pacto,
de supremo, de tudo,
chega de acelera,
de usurpação da bandeira,
de camarote vip,
de fechamento de escola.
chega de narrativas deturpadas.
eu preciso dizer chega também
aos novos-ricos, aos que pensam ser diferenciados
aos que pensam que o esquema os beneficia
eu preciso dizer acordem, estúpidos
não é sobre vocês:
é sobre justiça
é sobre igualdade
é sobre liberdade.
é sobre todos nós.
não tem divisão,
lado,
não tem verde-amarelo que seja seu
ele é nosso.
não, mil vezes não à segregação,
à falta de bom senso
a tudo isso e mais um pouco do que a gente se tornou.
eu digo não ao sono profundo de ideias
eu grito não, repetidos nãos à falta de abertura.
não à ditadura, porra.