parede na barra funda

rolou a mistureba yemanjá, festa de música brasileira que me convidou para colar. ganhei uma parede e criei uma colagem pra ela. foi uma viagem o processo todo, a cola vai te ensinando sobre o papel, o papel sobre a técnica, a técnica sobre o espaço, o espaço sobre o tempo.

o lugar chama-se 4e20 bar e a colagem vai ficar lá até… até quando yemanjá levar. axé.

encontros da cola

Bruno, Cauê, Lúcia, Geandre, Kiko, Laura, Ronaldo, Raquel, Olga. colagem. poesia. cidade. Fernando Pessoa, política, Ai Weiwei, educação, Bob Marley, nós e eles, nós. não há eles, há nós. a palavra que define o club cola #4 é encontro.
e teve a exposição da Mariana Martins que inaugurou e vai até janeiro. tá linda.

é um caminho sem volta, esse, o dos encontros.

 

RaiZ weiwei

o poder que um artista e sua obra têm sobre seu imaginário é algo para ser compreendido em uma vida inteira.
“penso muitas vezes que não existe essa coisa de “você” e “eu”.  eu não existo, existo em relação àquilo que fiz”.
obrigada, ai weiwei.