e mais microcontos

no fim de maio fui selecionada para participar de uma feira de lambe-lambes.

havia 60 artistas mostrando seus desenhos, textos, xilos, estênceis, aquarelas. depois do prazer em colar a primeira série dos microcontos no parque da vila, estrear outra leva deles na red bull station foi, pra mim, como um abalo sísmico. desta vez não fiz colagens, mas convidei meu amigo Moralez para ilustrá-los.

é incrível poder ouvir e ver pessoas reagindo àquilo que você criou. é algo indescritível. é de corar o corpo todo.

colei todos aqui. a verdade é que quero colar na sua casa, na sua rua. quero muito e quero tanto. sou uma menina cheia de quereres, isso é que é.

 

microcontos visuais

minha série inicial de microcontos visuais: colagem sobre foto.
viraram lambes e estão no parque da vila. também fiz cartões postais deles e estão a venda.

e mais colagens estão a caminho!

me lambe[-lambe]

dia de lambe.
semana passada colei meus microcontos visuais no parque da vila – nas fraaanjas do beco do batman.
estão la, são parte da exposição de arte de rua poesia no concreto, curada pelo Baixo Ribeiro, fundador da Choque Cultural.
foi colorido e foi revelador.
cidade amarga, sim. e tem dias mais que outros.
mas cidade-expressão combina mais com meu imaginário.
não vai parar, não.

imagens_ joão puerro