intervenção de inverno

não bastam lua obscena, frio da montanha e fogo para aquecer, tem que ter colagem. minha semana na serra da mantiqueira em microcontos foi assim, ó:

_um verry cherry descontrole
_acordou ensolarada
_paris,texas das terras altas
_quando canta liberta cor
_major tom me visita. às vezes.

é forró, é nu, é bahia

aquela velha história de cuidar com aquilo que deseja.

ilustrar o texto de alguém era um desejo.
ter como matéria um super divertido forró numa praia naturista na bahia foi um capricho.
ser convidada pela Socialista Morena, olha, vou dizer, foi a cereja do meu bolinho.

mais nua que junina, acima a colagem que fiz para um blog que adoro.
leia o texto na íntegra aqui.

oficina no palácio

16 de junho, é outono ainda.
a cidade está transformada: acontece o 1º festival nacional de teatro de passos. as ruas, o teatro, os espaços de arte, tudo pulsa.
nesse contexto inédito para a cidade, o muro do palácio da cultura, sede da secretaria da cultura virou palco para uma intervenção urbana.
falamos de arte, de rua, sobre a cidade, a necessidade de ocupação, a importância do diálogo, a ressonância das vozes.
aproveitamos o clima de manifestação cultural que estava embalando a cidade, nos sintonizamos, ouvimos cada nota e transformamos em cor.
cada um uma expressão. cada mente um recorte.
e o sol do outono, ainda carinhoso, parecia estar por dentro. é possível um astro reinar assim?
é, sim.

imagens_ joão puerro