branco brutal

não tem blá. é a força da forma.

também de um imaginário povoado por palavras como geometria, ideologia, utopia, supremacia.

bruto. gelado.

congelante.

as 3 primeiras fotos são de Danila Tkachenko, fotógrafo russo de 26 anos, do ensaio Restricted Areas (veja mais aqui)

as outras 3, do livro CCCP (Cosmic Communist Constructions Photographed).

O fotógrafo deste último, o francês Frédéric Chaubin, é categórico: “ruínas são esqueletos culturais.”

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *